Thales e-Security News Release

Relatório da Thales: A PKI oferece segurança e confiança para acelerar a adoção da IoT e nuvem

A transformação digital, desde a VPN, passando pelo e-mail, pela nuvem e chegando à IoT, incentiva a criação de aplicativos novos e avançados para PKI

A Thales, líder em sistemas de informações críticas, segurança cibernética e segurança de dados, anuncia os resultados do seu terceiro Estudo Global das Tendências em PKI 2017. O relatório, baseado em pesquisa independente do Ponemon Institute e patrocinado pela Thales, revela que a Internet das Coisas (IoT) está desempenhando um papel cada vez mais importante ao influenciar o planejamento e o uso da infraestrutura de chave pública (PKI). As PKIs, amplamente utilizadas para autenticação, assinatura digital e criptografia, são consideradas um serviço central que apoia muitos casos de uso e aplicativos diferentes.

Enquanto a maioria (54%) dos entrevistados acredita que os serviços baseados em nuvem são a tendência mais importante para a implantação de aplicativos que usam PKI, 40% também citam a IoT - um número que dobrou nos últimos três anos. Os resultados, que refletem as respostas de mais de 1.500 profissionais de segurança de TI em todo o mundo, pintam um quadro de evolução tecnológica e de alguma incerteza, mas também de oportunidade:

  • Nos próximos 2 anos, quase a metade (43%) dos dispositivos de IoT usarão certificados digitais para autenticação
  • 43% dos entrevistados acreditam que as implantações de apoio à IoT serão uma combinação de PKIs baseadas em nuvem e baseadas em empresas - um número que reflete a escala da IoT e a escala resultante das PKIs emissoras de certificados para a IoT.
  • Mais de um terço dos entrevistados (36%) cita os novos aplicativos, como a IoT, como a área de crescimento mais rápido da PKI (um número que quase triplicou desde 2015)
  • Em média, as PKIs apoiam mais de 8 aplicativos diferentes em uma empresa; o SSL encabeça a lista, seguido de VPNs, aplicativos de nuvem pública e autenticação de dispositivo
  • Quase dois terços das organizações agora relatam ter uma PKI e 36% dos entrevistados usam módulos de segurança de hardware (HSMs) para proteger sua PKI

O Dr. Larry Ponemon, presidente e fundador do Ponemon Institute, diz:

"No ano passado, ressaltamos que era extremamente importante que as PKIs fossem à prova de futuro - e ainda mantemos essa recomendação. Não só as PKIs são um recurso corporativo importantíssimo, como também estão desempenhando um papel cada vez mais importante, apoiando as exigências de emissão de certificados para aplicativos em nuvem e IoT. As organizações inteligentes determinam que a implantação bem-sucedida da IoT se baseie na confiança que está sendo estabelecida desde o início, e elas estão se apoiando na PKI como um componente para construir essa confiança."

John Grimm, diretor sênior de estratégia de segurança da Thales e-Security, diz:

"A PKI é uma tecnologia estabelecida que está bem posicionada para atender às crescentes necessidades e desafios de autenticação à medida que adotamos os aplicativos de nuvem e a IoT. Enquanto o grande número e os tipos de dispositivos de IoT representam desafios de segurança e interoperabilidade, a autenticação é um elemento fundamental para fazer com que a confiança deixe de ser uma barreira à IoT para se transformar em um facilitador da IoT. Uma maneira de se obter uma raiz de confiança é por meio dos HSMs, que são fontes de credenciais de alta garantia tanto para aplicativos de IoT quanto para os demais. Nos próximos anos, esperamos ver ainda mais implantação de HSM e outros indicadores de maior maturidade da segurança da PKI para ajudar na transformação digital das empresas."

Baixe agora o novo Estudo Global das Tendências em PKI 2017.